Qual a temperatura ideal para servir um vinho?

A temperatura de serviço do vinho é um assunto muito interessante e um pouco mais complicado que todas aquelas tabelas de temperatura de vinhos que já vimos algum dia… Mas afinal, vinho se toma quente ou gelado?

Todos os vinhos contêm álcool e ele é um dos responsáveis de levar até o seu nariz as partículas de aromas dos vinhos. Quanto mais quente for o vinho (espumantes, brancos, tintos…), mais evidente ficará o álcool, por conta da sua maior evaporação. Por isso a temperatura correta é uma parte muito importante da sua degustação. O vinho fora da temperatura pode parecer desequilibrado se quente demais e quase sem aromas se frio demais. A temperatura baixa demais, abaixo dos 5°C, faz com que as papilas gustativas fiquem anestesiadas e você não sinta o gosto do vinho.


Além da temperatura do vinho, você deve levar em conta outros pontos, como a temperatura do alimento que você está comendo. Imagine que você está tomando uma sopa de cebola bem quente com um vinho branco bem gelado, o resultado pode não ser tão legal e atrapalhar sua degustação. Nesse caso opte por um branco com mais estrutura, mais velho, se possível, e com passagem em barricas que vai poder ser bebido em uma temperatura maior.

Outro ponto que você deve prestar atenção é a temperatura ambiente. Mesmo que o vinho esteja servido a temperatura correta, se estiver muito calor, o vinho vai subir de temperatura rápido demais, o que pode atrapalhar sua degustação. Nesse caso sirva-o mais gelado que o indicado, ele vai chegar à temperatura desejada rápido e você vai aproveitá-lo muito melhor. Se for algum vinho branco, é só manter a garrafa no balde de gelo e servir em pequenos goles. Se for um vinho tinto, você também pode mantê-lo no gelo, apenas tendo cuidado para não ficar gelado demais.

A temperatura ideal para servir espumantes:

a temperatura perfeita para servir espumantes


Os espumantes devem ser servidos gelados. Entre 6 e 8°C é dita a temperatura correta, mas isso só vale para espumantes mais simples e frescos. Quanto mais complexo e de qualidade for o espumante, menos frio deve ser bebido. Os grandes Champagnes, por exemplo, podem facilmente estar a uma temperatura de 12°C e estarem maravilhosos. Mas lembre-se dos dias quentes e do que você está comendo. Outro exemplo são as ostras que ficam maravilhosas com espumante e são servidas geladas, o que também é um dos motivos que fazem ela harmonizar tão bem.

A temperatura para servir vinhos brancos e rosés:


A regra para os brancos e rosés, de acordo com aquela tabela, é entre 7° e 12°C, mas a mesma regra do espumante se aplica aqui. Se você tem um rosé da Provence, por exemplo, que é leve, fresco, delicado e floral, não pode ser servido à mesma temperatura de um rosé de Navarra ou de Tavel, porque esses são muito mais encorpados, mais estruturados e com outra pegada muito diferente, que faz com que eles possam (e devam) ser bebidos a uma temperatura um pouco maior. Isso também serve para um Chardonnay jovem sem barrica e um outro mais velho e com passagem em barricas mas muito mais estruturado. Não dá para serem servidos gelados demais e nem a uma temperatura superior, cada um tem a sua temperatura ideal.


A temperatura ideal para vinhos tintos:

temperatura correta vinhos tintos


Como já foi mencionado, todos os vinhos tem suas exceções. É muito comum se “decantar” (na verdade é aerar) um vinho tinto muito alcoólico para ele “respirar”, ou seja, perder um pouco do álcool que vai atrapalhar sua degustação. Mas experimente gelar esse mesmo vinho cerca de dois ou três graus… ele vai ficar mais fácil de beber e o álcool vai ficar menos agressivo ao paladar. Isso acontece porque você gelando o vinho você retarda um pouco a evaporação do álcool. As tabelas dizem que os vinhos tintos devem ser servidos entre 13 a 18°C. Tudo irá depender do vinho em questão, do clima, etc. Imagine um churrasco, com um calor de 40°C e você bebendo um grande Malbec argentino com 14,5% de volume alcoólico à uma temperatura de 17°C… você dificilmente irá aproveitar o potencial que tal vinho poderá oferecer.

Temperatura ideal para vinhos de sobremesa:

qual a temperatura ideal para servir vinhos de sobremesa


Aqui temos outro gargalo mal explicado. O vinho de sobremesa na tabela é colocado em 18 ou 20°C, o que pode ser problema para o consumidor. Um Porto Ruby, por exemplo, bem jovem e fresco, com muita fruta e muito álcool, deve ser servido a 12°C. Mas se o Porto for um Tawny 30 anos, já poderia ser servido de 15 a 18°C. Um Vintage velho, com mais de 40 anos de garrafa, poderia ser servido de 18 a 20°C. Temos os vinhos de colheita tardia (Late Harvest), os vinhos feitos com Botrits Cineria (os Sauternes por exemplo), os Moscatéis e vários outros feitos com uvas brancas e bem doces e que devem ser servidos mais gelados, a uma temperatura de 8 a 12°C. Então deixe temperaturas mais altas para os vinhos fortificados e as mais baixas para os vinhos brancos de colheita tardia.


Como mencionamos no início, esse é um assunto complexo e que merece muito nossa atenção. Não se preocupe se você gelar demais o vinho, é só deixar um pouco na taça que ele sobe a temperatura rapidamente e você chega na temperatura que irá lhe proporcionar maior prazer. A dica é sempre planejar o vinho que você irá beber.

Alguns vinhos que você pode gostar:

Produto em promoção
Torre Oria Cava Brut Rosado N.V.
3.6

GANHE 10% OFF

Se inscreva para receber nossa newsletter diária e ganhe 10% off na primeira compra!

*clicando em enviar você concorda em receber nossos envios de email marketing.