Oferta!

Casa de Monte Pedral Tinto 2018

“O mago do Douro criando uma história incrível no Alentejo”. – Editor Onivino

Da melhor sub-região do Alentejo, em Portalegre, muito bem localizada na Serra de São Mamede e com a mão do grande Dirk Niepoort temos um vinho espetacular!

 

Em estoque

PACK COM 6 UN 26% OFF R$ 129,00
R$94,91 (UN)
UNIDADE 23% OFF R$ 129,00
R$99,90

Características

TIPO DE VINHO
TINTO
REGIÃO & PAÍS
ALENTEJANO PORTUGAL
PRODUTOR
NIEPOORT
UVA
ARAGONEZ, TRINCADEIRA E ALICANTE BOUSCHET,
SAFRA
2018
TEOR ALCÓOLICO
13,5%
VOLUME
750ML
MATURAÇÃO
DOIS ANOS EM ÂNFORAS

HARMONIZAÇÃO
CARNE DE VACA, PIZZA, RISOTO E FUNGHI

Sobre o produto

Originário no parque Natural da Serra de São Mamede, no coração de Portalegre, uma das oito sub-regiões do Alentejo e com os cuidados do enólogo Dirk Niepoort que tem tradição e expertise nos vinhos do Douro, temos esse vinho que desafia o entendimento do Alentejo. É um vinho fresco elaborado a partir das uvas Aragonez, Trincadeira e Alicante Bouschet, o corte mais tradicional do Alentejo. O estágio do vinho é por dois anos em ânforas de barro e não passa por barricas que lhe dá um frescor maior. Tem um teor alcóolico de 13,5% e um poder de guarda curto, é um vinho que está pronto para ser bebido.

Região

A região do Alentejo, em Portugal, tem uma fama de fazer bons vinhos potentes e muito estruturados. Isso não deixa de ser verdade, porém ao longo dos anos essa realidade tem mudado.

O Alentejo tem oito sub-regiões e cada uma delas tem um clima diferente o que propicia um vinho diferente. A sub-região de Portalegre, além de ter um solo rico em granito tem outra característica que faz com que os vinhos dessa região sejam mais frescos e mais elegantes, a Serra de São Mamede. Essa serra controla a temperatura e é onde se localizam os vinhedos com maior altitude do Alentejo.

Produtor

A Adega de Portalegre foi fundada em 1954 e vem passando por uma modernização sem precedentes. Umas dessas inovações é o trabalho que Dirk Niepoort vem desenvolvendo na região. Outro ponto positivo são as vinhas velhas com uma idade média de mais de 70 anos e é claro que a altitude é outro ponto importante no desenvolvimento dos vinhos de Portalegre.

Nota de prova

O vermelho rubi intenso nos faz ir logo com o nariz na taça e percebemos a exuberância e elegância que vem dos aromas de frutas vermelhas maduras, escoltadas por notas de chocolate e café. Na boca não poderia ser diferente, os taninos são sedosos porém firmes, a acidez é super bem controlada e tem um final de boca persistente e muito macio.

Harmonização

Vinho fácil para acompanhar as refeições, muito versátil. Pode ir bem com massas e risotos, mas também fica maravilhoso com carnes vermelhas não muito gordurosas e é um acompanhamento delicioso para pizza.