Oferta!

Château Montus Madiran 2014

Seguramente um dos o melhores exemplos de tannat do Velho Mundo.

Um vinho suave e profundo, notas subtis de coulis de frutos vermelhos, taninos finos e poder controlado culminando num final elegante e persistente.

Apelidado de Petrus do Sudoeste por uma dúzia de críticos de vinho há 30 anos, o Château Montus expressa todas as características desses terroirs excepcionais.

Editor Onivino

Fora de estoque

Características

TIPO DE VINHO
TINTO
REGIÃO & PAÍS
MADIRAN FRANÇA
PRODUTOR
ALAIN BRUMONT
UVA
TANNAT
SAFRA
2014

Sobre o produto

O Château Montus se beneficia de um excelente terroir, único no sudoeste, que consiste em encostas íngremes com grandes seixos no topo de argila fina dos Pirineus. Um blend de Tannat, Cabernet Sauvignon (vinhas com 30 anos). Rendimentos muito baixos com 5 a 6 cachos por videira. Fermentação em cubas de madeira. Amadurecendo nas borras por 12-14 meses em 60-80% novos barris

Mesoclima regulado pelo Oceano Atlântico e pelos Pirineus. Baixa pluviosidade no verão e no outono, mas suficiente para não gerar stress hídrico. Origem geológica do Quaternário e do Terciário. Solo com cobertura de “galets” (cascalhos arredondados que absorvem o calor do sol durante o dia, e o irradia durante a noite), subsolo de cascalhos redondos intercalados com argilas ricas em sílica, altamente permeável.

“Alain Brumont tem uma ambição: que as suas ações como viticultor se reflitam nos seus vinhos. Um explorador incansável dos terroirs do Gascon, promotor das castas locais, um jardineiro que cuida das suas vinhas com amor, um enólogo que respeita as raízes culturais, ele é o principal produtor de vinho do sudoeste da França, nas denominações Madiran e Parenchec du Vic Bilh e na Côtes de Gascogne. Ele alcançou sua ambição: Bouscassé, Montus e Torus se tornaram ícones no mundo dos vinhos finos, e em cada safra é uma expressão de seu sonho. " Pierre Casamayor

Alain Brumont comprou o Château Montus em 1980, com base na reputação do terroir no século XVIII. Em 1985 lança a primeira safra de Montus Prestige. O primeiro Madiran 100% Tannat e envelhecido em barricas novas; é apelidado de "Petrus de Madiran" alguns membros da crítica internacionais. Graças a esta cuvée Prestige, uma revolução qualitativa ocorre em Madiran, e a denominação é impulsionada para as fileiras dos melhores da França. Madiran recupera todo o seu esplendor do século XIX.

Em 1991, Alain Brumont é reconhecido com o título de Melhor Viticultor Francês dos anos 1980 pela revista francesa "Gault-Millau", e vários artigos na imprensa o colocam entre os maiores enólogos do mundo.