Oferta!

Domaine du Pavillon Corton-Charlemagne Grand Cru 2017

“Um Corton-Charlemagne muito clássico que é muito poderoso, mas muito agradável e fresco com uma personalidade super-mineral. Paladar concentrado mas finamente gravado com grande acidez que impulsiona o final muito longo e pedregoso.”

96 Pts James Suckling

Em estoque

UNIDADE 17% OFF R$ 3.599,00
R$2.999,00

Características

TIPO DE VINHO
BRANCO
REGIÃO & PAÍS
BORGONHA FRANÇA
PRODUTOR
DOMAINE DU PAVILLON
UVA
CHARDONNAY
SAFRA
2017
TEOR ALCÓOLICO
13,5%
VOLUME
750ML

Sobre o produto

Localizado no climat "Les Languettes" no lado sul / sudeste da colina Corton, o terreno, que pertenceu às freiras da Abadia de Lieu-Dieu, foi apelidado de "Vigne Dieu" pelos antigos comerciantes de vinho e historiadores de Aloxe -Corton. Um terroir conhecido pelos seus vinhos brancos cuja potência, em parte devido à sua localização na encosta, pode revelar requinte, delicadeza e pureza, tanto a nível aromático como gustativo.

Delicado, o buquê expressa notas amanteigadas, aromas a maçã assada, citrinos, abacaxi, flor de tília, zimbro, canela e sílex. Sugestões de mel também são frequentes.

A concentração, distinção e equilíbrio deste Chardonnay são agradavelmente surpreendentes. O final é complexo e intenso.

Domaine du Pavillon está localizado ao sul de Pommard, na Côte de Beaune. As vinhas, a vinícola, a adega e a mansão do século XVIII estão rodeadas por um muro. Os 15 hectares de vinhas da propriedade incluem quase 4 hectares o “monopole” Pommard "Clos des Ursulines".

Tal como no Domaine du Clos Frantin em Nuits-Saint-Georges, a Albert Bichot pratica viticultura orgânica com uma preocupação constante com o respeito ao complexo equilíbrio encontrado na natureza.

A adega foi modernizada em 2016, para que pudessem vinificar mais parcelas únicas de Côte du Beaune, em cubas de tamanhos variados para adaptar-se à abordagem desejada para cada parcela.

Quanto às outras propriedades de Côte-d'Or e Mercurey, os vinhos do Pavillon terão o rótulo de “vinho orgânico” certificado, a partir da safra 2018.

Os primeiros registros da família Bichot datam de 1214. Estabeleceram-se na Borgonha em 1350, no feudo de Châteauneuf-en-Auxois. O brasão da família não mudou desde então, nem seu símbolo, uma corça (biche) – o menor cervo europeu.

Em 1831, Bernard Bichot fundou uma empresa de comércio de vinhos em seu nome em Monthélie. Seu filho, Hippolyte, o sucedeu e comprou as primeiras vinhas em Volnay, já convencido de que o controle rio acima era essencial. Seu filho, Albert Bichot, o primeiro a usar o nome, deu um novo impulso à empresa da família no final do século 19 e se estabeleceu no centro de Beaune de uma vez por todas em 1912.

O segundo Albert Bichot, nascido em 1900, foi um dos pioneiros do comércio internacional. América do Norte, Ásia, Oceania… Viajou incessantemente para apresentar os nossos vinhos, já reconhecidos entre os melhores, aos enólogos de todo o mundo.

Na segunda metade do século XX, seus quatro filhos, Albert, Bernard, Bénigne e Jean-Marc, herdaram esse know-how. Uma nova era de expansão começou com a construção de uma grande adega de envelhecimento, um novo centro de engarrafamento e adega. Hoje seus vinhos estão disponíveis em todos os continentes do mundo.