Oferta!

Don Melchor Cabernet Sauvignon 2017

30 anos de Don Melchor. É a expressão de um lugar, de um solo e da cordilheira dos Andes em um único vinho. – Editor Onivino

“Aromas fantásticos de groselha preta e outras frutas escuras com pedra triturada, ferro e ostras, seguindo-se encorpado, mostra uma incrível energia e profundidade, oferecendo fruta madura mas fresca, juntamente com ervas brilhantes e terra. Precisão e equilíbrio da intensidade da vindima. Em camadas. Talvez o maior Don Melchor já feito.”

99 Pts James Suckling

 

Fora de estoque

Características

REGIÃO & PAÍS
PUENTE ALTO CHILE
PRODUTOR
DON MELCHOR
SAFRA
2017

Sobre o produto

O Don Melchor 2017 é um vinho extraordinariamente elegante, rico em aromas e sabores e caracterizado pela presença de frutas vermelhas. Em boca, apresenta notas marcantes do Cabernet Sauvignon de Puente Alto, com taninos refinados e delicados, conferindo ao mesmo tempo bom corpo e um final prolongado.

Harmoniza com carnes vermelhas, especialmente de cordeiro, e carnes de caça preparadas de diferentes maneiras: assadas, ensopadas, em preparações com molhos de vinho tinto, com cogumelos seta, alecrim e tomate, entre outros. Diversas terrinas e patês, especialmente de pato com trufas. Queijos de vaca ou de cabra, queijos secos e curados ou queijos cremosos.

O enólogo Enrique Tirado é uma das figuras mais influentes no cenário vitivinícola chileno.

O Don Melchor 2017 é um vinho extraordinariamente elegante, rico em aromas e sabores e caracterizado pela presença de frutas vermelhas. Em boca, apresenta notas marcantes do Cabernet Sauvignon de Puente Alto, com taninos refinados e delicados, conferindo ao mesmo tempo bom corpo e um final prolongado.

É um corte de Cabernet Sauvignon 92% e Cabernet Franc 8% de uvas do Vinhedo Don Melchor, D.O. Puente Alto, Vale do Alto Maipo.

O vinhedo Don Melchor está localizado na margem norte do rio Maipo, a 650 metros acima do nível do mar e na base da Cordilheira dos Andes. Ele é constituído por 127 hectares, dos quais 90% correspondem a Cabernet Sauvignon, 7,1% a Cabernet Franc, 1,9% a Merlot e 1% a Petit Verdot.

A idade média das parreiras do vinhedo antigo é superior a 30 anos. Vinhedos antigos (80%): 1979 a 1992, 4.000 plantas/ha, e vinhedo novo (20%): 2004 a 2013, 8.000 plantas/ha

O solo é franco nos primeiros 30 centímetros. Em seguida, em profundidade, aparece uma grande quantidade de pedras. Estes solos garantem boa drenagem e baixa fertilidade, o que permite restringir o crescimento vegetativo das plantas e favorece a acumulação e o amadurecimento dos compostos fenólicos.

A fermentação alcoólica foi realizada em cubas de aço inoxidável de pequeno volume, de modo a manter separado cada lote do vinhedo. Ao terminar a fermentação, a cuba foi fechada hermeticamente, e começou um período de maceração pós-fermentativa de 8 dias o que permitiu obter uma maior extração e taninos mais suaves. No final da maceração, a trasfega foi realizada em função da degustação pela equipe de enólogos e pelo viticultor do Don Melchor. Posteriormente, todos os vinhos foram degustados e selecionados para realizar o blend final, que foi vertido nos barris, onde permaneceu por 15 meses em barris de carvalho francês (67% novos e 33% de segundo uso).

Uma nova safra do Don Melchor nasce quando se estabelece qual proporção dos diferentes Cabernet Sauvignon, provenientes dos diversos lotes do vinhedo, formará o blend final. Anualmente, no vilarejo de Lamarque, em Bordeaux, na França, o enólogo Enrique Tirado se reúne com Éric Boissenot para provar cerca de 125 lotes do vinhedo, selecionando somente aqueles que, em uma proporção exata, determinarão uma nova safra do Don Melchor. Após o blend ter sido estabelecido, a nova safra do Don Melchor é transferida a barris de carvalho francês das florestas de Allier, Tronçais e Nevers. Cerca de dois terços dos barris são novos e o terço restante teve um uso anterior. Após um período de 12 a 15 meses, o vinho é engarrafado e continua sua etapa de envelhecimento por mais um ano, desenvolvendo assim a complexidade e a elegância características do Don Melchor.

Após mais de 30 anos de trajetória, o Don Melchor conquistou uma posição sólida reafirmando sua maturidade e a capacidade de expressar sua própria identidade através da Viña Don Melchor. Esta identidade é construída com base em três pilares fundamentais: uma herança e trajetória, as condições do terroir de origem e o profundo domínio e conhecimento na elaboração do vinho Don Melchor.

O visionário vinhateiro Don Melchor de Concha y Toro planta em 1883 videiras provenientes da famosa região francesa de Bordeaux em Pirque, aos pés da Cordilheira dos Andes. Neste setor único do Vale do Maipo, Don Melchor construiu a casa de verão de sua família e funda as bases da Viña Concha y Toro.

1984

Em uma época na qual a alta qualidade dos vinhos chilenos ainda era incipiente, o reconhecido mestre francês Emile Peynaud, considerado o pai da vinicultura moderna, reconhece a excelência deste terroir após experimentar o Cabernet Sauvignon de Puente Alto, no Vale do Maipo. Emile sugere que seu colaborador mais próximo, Jacques Boissenot, assessor de famosos châteaux franceses, dirija o projeto que dará vida ao vinho Don Melchor. Jacques Boissenot trabalha com Don Melchor até a safra de 2013, ano em que seu filho Eric Boissenot continua seu legado trabalhando em conjunto com o enólogo Enrique Tirado.

1987

A colheita de Don Melchor possui uma importância crucial no desenvolvimento do vinho chileno. O legado dos primeiros anos traz consigo o início da viticultura chilena, quando o vinho Don Melchor foi o primeiro em mostrar para o mundo que no Chile poderiam ser produzidos grandes vinhos, impulsionando desde então a viticultura e enologia de alta qualidade no Chile.

1992

Com sua segunda safra, e por primeira vez na história de um vinho chileno, Don Melchor safra 1988 se posiciona dentre os melhores vinhos do mundo segundo a prestigiosa revista norte-americana Wine Spectator, marcando um feito histórico na viticultura chilena e se posicionando como uma referência incontestável dos vinhos do Novo Mundo.

1997

Enrique Tirado é nomeado enólogo exclusivo de Don Melchor graças a sua incansável busca, estudo e rigor dos diferentes terroirs e sua extraordinária sensibilidade enológica voltada para este vinho.

1998

Dez anos depois da primeira safra, a excelência na elaboração do vinho Don Melchor dá lugar a uma oportunidade inigualável. A renomada empresa francesa Baron Philippe de Rothschild, responsável pela elaboração do vinho Château Mouton Rothschild, um dos cinco Premier Grand Cru Classé da França, une-se à Concha y Toro para criar o Almaviva, um assemblage de variedades bordalesas que compartilha o mesmo terroir com Don Melchor.

2007

Para comemorar o 20º aniversário, a safra 2007 de Don Melchor Cabernet Sauvignon realiza um tour mundial: desde a Suíça até o Brasil, passando pela Inglaterra e por Puerto Rico, onde são realizadas degustações verticais para que os amantes do vinho de todo o mundo pudessem experimentar algumas das safras mais representativas de Don Melchor.

2014

Reconhecida por sua singularidade e complexidade, a safra 2010 do vinho Don Melchor está incluída entre os 100 melhores vinhos do mundo da revista Wine Spectator e, por terceira vez, Don Melchor ocupa o nono lugar do prestigioso top 10.

2015

Dedicado a cuidar deste lugar único e da vida silvestre que o acompanha, o vinho Don Melchor incorpora corredores biológicos para melhorar o desenvolvimento do ecossistema presente no vinhedo. Desta forma, garante que as espécies nativas da zona prosperem, enquanto os corredores dos cursos de água contribuem para diminuir a sedimentação e erosão dos solos nas ribeiras, gerando um ambiente de grande biodiversidade e valor para seu entorno.

2017

Don Melchor dá as boas-vindas aos amantes do vinho em Don Melchor Collector’s Experience, uma oportunidade única para descobrir as origens do Cabernet Sauvignon ícone do Alto Maipo. Trata-se de uma viagem através do entorno patrimonial do Don Melchor, oferecendo uma experiência única deste privilegiado lugar e uma exclusiva degustação para descobrir a expressão de Don Melchor. Além disso, neste ano, Don Melchor 2014 se torna a nona safra a figurar no Top 100 da revista Wine Spectator.

2019

Com o lançamento da destacada safra 2017, o vinho Don Melchor comemora seu 30º aniversário com a apresentação da Viña Don Melchor, consolidando mais de 30 anos de excelência na elaboração deste vinho e na autêntica expressão deste magnífico terroir.

2020

A safra 2018 recebeu 100 pontos, conferidos pelo respeitado crítico norte-americano James Suckling; é a maior pontuação que um vinho pode receber, o que representa um verdadeiro marco na trajetória do Don Melchor. Este prêmio o posiciona no seleto grupo dos grandes vinhos do mundo e enfatiza o papel do Don Melchor no segmento vitivinícola internacional, demonstrando o grande potencial que o Chile tem para a produção de alta gama.