Oferta!

Mosquita Muerta Perro Callejero Cabernet Franc 2019

Fiel às suas convicções, é um caçador incansável. Guiado por seu nariz certeiro, ele enfrenta dia após dia seu destino. Perro Callejero (cão de rua), ele buscará seu osso de ouro até o fim. Não tente domesticá-lo … ele é seu próprio mestre.

“Este tinto muito fresco, vibrante e crocante oferece muito em frutos vermelhos em abundancia e também notas escuras de folhas. Na boca apresenta um núcleo suculento de taninos arrojados e um final denso e ligeiramente mastigável. Beba ou guarde.”

James Suckling 90 Pts

Descorchados 91 Pts

Fora de estoque

Características

TIPO DE VINHO
TINTO
REGIÃO & PAÍS
MENDOZA ARGENTINA
PRODUTOR
MOSQUITA MUERTA
UVA
CABERNET FRANC
SAFRA
2019

Sobre o produto

“Mosquita Muerta” é uma expressão em espanhol que designa uma pessoa (homem ou mulher) com aparentemente pouco potencial de sucesso que acaba por realizar um feito notável. Jose Millán escolheu este nome para seu projeto para zombar daqueles na região que duvidavam de seu potencial como empresário do vinho. Cerca de 70% da produção da Mosquita Muerta é vendida em Buenos Aires, onde os vinhos se tornaram um sucesso repentino entre os apreciadores de vinho argentinos.

“Comecei em 2009 com a ideia principal de criar Premium Blends, e não apenas Malbec. Para isso, fizemos uma seleção cuidadosa das diferentes variedades, de diferentes vinhedos no sopé da Cordilheira dos Andes, nas regiões vinícolas mais importantes de Mendoza, Argentina. “- José Millan.

Vale de Uco, como Gualtallary, Vista Flores, El Manzano, Chacayes e Lujan de Cuyo-Maipú (a primeira região do Malbec), como Perdriel, Barrancas, Agrelo são alguns dos locais dos vinhedos da vinícola.

A filosofia da vinícola é usar múltiplas técnicas de fermentação e envelhecimento na vinícola com todos os vinhos, a fim de fornecer vinhos artesanais deliciosos e com muita personalidade.

Este é um projeto muito pessoal porque José é quem nomeia e define cada vinho. Por trás de cada vinho Mosquita Muerta há uma história do José que ele quer nos contar ...

Uvas colhidas manualmente em datas diferentes em cada terroir para alcançar a maturação e expressão ideais. Em seguida, cada componente é elaborado separadamente. A fermentação decorre em barricas de carvalho francês e tanques de concreto, com leveduras indígenas, conseguindo assim uma grande expressão e complexidade de aromas. Cada componente do Cabernet Franc é envelhecido em barricas usadas de carvalho francês e americano durante 6 a 8 meses. Por fim, o enólogo seleciona os melhores barris para fazer o corte de Cabernet Franc final.

Rubi escuro. Elegante no nariz, com aromas a frutos vermelhos e pretos e notas de menta. Na boca é fresco e equilibrado, com um final longo.