Embora seja uma informação muito controversa, Jesus e seus apóstolos bebiam bastante vinho. Mas qual? Muito antes do menino Jesus nascer o vinho já é citado no antigo testamento, mas precisamente em Gênesis 9:20 “Sendo Noé lavrador, passou a plantar uma vinha. Bebendo do vinho, embriagou-se e se pôs nu dentro de sua tenda”.


 O vinho é uma bebida muito mais antiga que a chegada do Messias na terra, cerca de 4.000 a.C.. Quando nasceu Jesus, as bebidas mais seguras da época eram o vinho e a cerveja, por conta da contaminação da água. Então era muito comum que todos bebessem vinho, até mesmo as crianças, para uma saúde melhor e menos problema de infecção por uma água de péssima qualidade.

O império romano estava em seu auge e existiam vinhedos plantados por toda sua extensão, sendo o vinho, a base para que os soldados não ficassem doentes. Por conta da grande área de vinhedos, é bem difícil de falar qual era a uva plantada na região de Jerusalém na época de Jesus, já que as mudas costumavam ir de uma região para outra.

Embora haja muita controvérsia, acredita-se que a uva plantada na região de Jerusalém fosse um clone ancestral da uva que hoje chamamos de Syrah. Entretanto, o mais perto da verdade, é que seria uma uva da mesma família, mas apenas um parente distante da Syrah atual, e que teria sido originária da Pérsia.


Mas afinal, qual o sabor do vinho nos tempos de Jesus?

Outro ponto que não se pode saber é que sabor o vinho dessa época teria. O vinho de péssima qualidade era comumente misturado com ervas aromáticas, mel, resina e frutas para lhe conferir mais sabor de frescor e, com certeza, diminuir a percepção da contaminação acética (que transforma o vinho em vinagre) e da oxidação, que também era um problema comum. Além disso, a alta sociedade romana preferia o vinho branco e doce. O vinho tinto era destinado aos soldados e aos moradores da região, sendo também o tipo mais popular.


O milagre de Jesus


O vinho era uma bebida tão comum na vida das pessoas que, segundo relatos, o primeiro milagre de Jesus em Canaã, na região da Galileia, teria sido transformar água em vinho.


Segundo a bíblia, quando Maria, a mãe de Jesus, lhe disse “eles não tem mais vinho” (João 2:1-3) Jesus teria dito à sua mãe que seu tempo não havia chegado. Maria disse para os serviçais obedecer a tudo que Jesus mandasse e ele ordenou encher seis potes (ânforas) de água e entregar ao encarregado da festa. O encarregado, ao receber as ânforas cheias de vinho, ficou assustado com a qualidade do mesmo.

Então o encarregado chamou o noivo e lhe disse: “Todos costumam pôr primeiro o bom vinho e, quando já beberam fartamente, servem o inferior; tu, porém, guardaste o bom vinho até agora”, (João 2:10).
Em uma primeira análise, mais superficial, não temos como saber se esse vinho que Jesus teria transformado a partir da água tinha ou não álcool.
A dúvida se o vinho do milagre tinha ou não álcool é porque, embora mencionado muitas vezes na bíblia (cerca de 260 vezes), somente o contexto nos mostra se é suco ou vinho, apesar de ser chamado da mesma forma.


O vinho da Santa Ceia


O arqueólogo Patrick McGovern, professor do Museu de Arqueologia da Universidade da Pensilvânia diz que o vinho servido na Santa Ceia seria muito parecido com o Amarone, um vinho do Vêneto feito com uvas secas. Ele chegou a essa conclusão com base em evidências das práticas de vinificação daquele momento histórico.


E se pesarmos bem, faz bastante sentido porque como o vinho estragava depois de pronto e naquela época não havia nenhuma forma de se preservar o vinho. Pode ser que a colheita das uvas não fosse transformada em vinho de uma só vez. Fazia-se uma parte das uvas e quando acabava o vinho se fermentava à outra parte que estaria seca. Faz sentido!

Embora não haja nenhum documento histórico que relate esse vinho, a pesquisa ainda está em andamento. Ainda existem poucas informações sobre o estilo do vinho da Santa Ceia, mas sabe-se que o vinho era de uma região mais quente, Negev, ao sul de Israel. Sabe-se também que, por conta desse calor, as uvas tinham mais açúcares, gerando vinhos mais maduros e de maior teor alcóolico.


Alguns vinhos que você pode gostar:

Produto em promoção
Pack Plaimont

GANHE 10% OFF

Se inscreva para receber nossa newsletter diária e ganhe 10% off na primeira compra!

*clicando em enviar você concorda em receber nossos envios de email marketing.